Processo é importante para alinhar e auxiliar o
cliente a ter atitude para iniciar eliminando
a insegurança, ansiedade e
também o nervosismo

PHOTO-2018-12-20-11-35-41_2 - Cópia

O mercado de trabalho necessita cada vez mais de mão de obra, no entanto, nem sempre a falta de experiência se torna um problema para o setor de recrutamento do “Recursos Humanos, mas sim, a falta de “Direcionamento Profissional” dos candidatos que nem sempre sabem o que querem. E é nessa “lacuna” que a Drª. Cíntia Faria vem apostando para ajudar as pessoas que precisam de um “direcionamento no mercado” e para isso, ela deixa dicas essenciais e que valem a pena serem seguidas para começar o ano de 2019 com o pé direito. Em um bate papo bem descontraído, ela mostra como a “hipnoterapia” também pode ajudar nesse processo. Confiram a entrevista.

O que é o direcionamento profissional?
É um protocolo utilizado com a ferramenta hipnótica para orientação profissional, para ajudar tanto na escolha, reafirmação, reorganização até mesmo a redefinição profissional.

Qual a importância desse processo?

A importância desse processo é alinhar e auxiliar o cliente a ter atitude para iniciar, eliminando a insegurança, ansiedade, nervosismo, etc, melhorando a autoconfiança, coragem, autoridade na sua área, equilíbrio emocional e com isso, progredir tendo sucesso em sua vida profissional e financeira.

Para quem o direcionamento profissional é indicado?

Este protocolo é indicado a para adolescentes, vestibulando, recém formados, profissionais com anos de atuação no mercado, formandos a anos que não conseguem atuar na sua área, pessoas frustradas profissionalmente e muito mais.

Quais são os benefícios?

Os benefícios do protocolo de direcionamento profissional. É facilitar o autoconhecimento, aumentar a motivação, ampliar o intelectual profissional, fortalecer a autoridade e autoconfiança, equilibrar o emocional e muito mais.

Como a hipnoterapia pode ajudar nisso?

A ação com a hipnose nesse caso é muito ampla. Inicialmente utilizamos a regressão no intuito de ressignificar os traumas associados a esse assunto. Depois disso trabalhamos com o transe conversacional para identificar perfis, definir objetivos e traçar metas para o alce desse objetivo. Por fim utilizamos as sugestões diretas para induzir o cliente a entrar em ação.

 

*Texto:
Jornalista – Felipe de Jesus
Fotos: Estúdio Ar

LEAVE A REPLY